E-mail politicamente correto → Saiba como fazer AGORA!

Com tantas ferramentas e possibilidade que a internet tem nos oferecido cada vez mais o e-mail tem sido utilizado, percebeu que as pessoas acreditam que colocar seu endereço eletrônico em um cartão de visita dá um certo charme? O problema é saber como utilizar essa ferramenta de maneira correta e eficaz. Aprende o que é um e-mail politicamente correto.

O e-mail é uma ferramenta muito simples e barata que facilita muito as comunicações internas e externas de empresas e pessoais entre as pessoas de qualquer grau de relacionamento, contudo, traz consigo alguns efeitos indesejáveis.

É necessário adotarmos regras de comportamento para que não haja congestionamento na rede, desperdício de tempo, desperdício de hardware e principalmente, aborrecimentos.

E-mailPara que possamos usar as mensagens eletrônicas de forma responsável é necessário saber o real significado do mesmo e para que serve.

Diga-se de passagem, o e-mail é um correio eletrônico que tem como principal finalidade passar informações de modo rápido e barato, veja agora algumas dicas sobre o que vem a ser um e-mail politicamente correto:

Identifique-se: Um e-mail politicamente correto precisa ter, em primeiro lugar, a identificação do remetente. Não existe falta de educação maior do que enviar um e-mail sem nenhuma identificação.

Na maioria das vezes os destinatários sequer abrem esses e-mails com receio de conterem vírus e logo sinalizam como spam. Se você não quer que suas mensagens sejam enviadas para o lixo sem sequer serem abertas, identifique-se!

Utilize identificação padronizada: Uma identificação padrão é uma assinatura em txt normal que deve ser criado em frases pequenas e deve ser incluído no final da mensagem. Essa identificação padronizada deve conter seus dados de identificação. A vantagem é que quase todos os serviços de e-mail oferecem essa ferramenta que, depois de autorizada, vai com suas mensagens de forma automática.

entrar minha conta

Cheque sua caixa de e-mail diariamente: Uma das regras mais importantes para um e-mail politicamente correto é não deixar seus remetentes sem resposta por muito tempo. Muita gente acredita que um e-mail não precisa ser respondido com agilidade e deixam sua caixa sem atenção durante dias seguidos. Isso, com certeza, não é uma atitude politicamente correta.

O e-mail deve ser checado pelo menos duas vezes durante o dia e se você acha que não tem tempo e paciência para isso, é melhor desistir de utilizar esse meio de comunicação, pois não há vantagem de você passar seu endereço eletrônico e mesmo assim as pessoas serem obrigadas a ligar para avisar que enviaram um e-mail.

Responda os e-mails em até 24 horas: Se você realmente considera uma mensagem que recebeu, precisa respondê-la o mais rápido possível, nem que seja para confirmar o recebimento. Não é educado deixar o remetente sem uma resposta, pois o mesmo necessita saber se a mensagem foi realmente entregue. Caso você leia a mensagem e o assunto em nada lhe interesse, nunca responda.

Não responda mensagens indesejadas: Muitas vezes recebemos e-mails com conteúdo que não temos interesse, isso tem acontecido muito por causa de uma prática infeliz que determinadas empresas assumem que é comprar lista de e-mails. Caso isso lhe aconteça, nunca responda a mensagem, nem para pedir que tirem seu endereço de e-mail da lista, pois isso só servirá para confirmar seu endereço eletrônico.

Não seja prolixo ao enviar um e-mail: Um e-mail politicamente correto dispensa rodeios. As mensagens devem ser bem objetivas e o mais curtas possível. Identifique o que deseja logo no campo “assunto” para que seu remetente não perca seu tempo abrindo a mensagem.

O principio inicial de um e-mail politicamente correto é: Não faça com seu remetente o que não gostaria que fizessem com você. Não fique enchendo as caixas das pessoas com vários e-mails por dia, não envie mensagens desinteressantes e seja cordial na hora de responder.